18 anos depois, Euclides da Cunha tem sua Defensoria Pública de volta

Fotos: José Dilson Pinheiro/euclidesdacunha.com
Após 18 anos sem prestar serviços judiciais às camadas mais carentes desses serviços, em Euclides da Cunha, a Defensoria Pública do Estado da Bahia retoma suas atividades, como primeira unidade do município do Território Semiárido Nordeste II, a ter a DPE instalada.
 
A solenidade contou com a presença do presidente da instituição, Clériston Cavalcante de Macedo, um tucanense filho de um oficial de justiça, que conhece bem as dificuldades enfrentadas pelas pessoas interioranas mais carentes, em busca de direitos individuais e coletivos, - quando a necessidade assim o exige e já não suporta mais vivenciar-, de forma integral e gratuita, nas áreas Cíveis, Crime, Curadoria, Defesa do Consumidor, Direitos da Criança e do Adolescente, Família, Proteção e Direitos Humanos, outrora disponibilizados aos euclidenses até o ano 2000.
A partir desta segunda-feira (16), as populações de Euclides da Cunha e Quijingue, poderão ter acesso a esses serviços, a partir das 08h, às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, no prédio da unidade de Defensoria Pública do Estado da Bahia, situado à Av. Cel. Almerindo Rehem, nº 541, 1º Andar, onde serão atendidas pelos defensores públicos Mônica Magalhães da Silva e Antônio Agnus Boaventura Filho.
Presente ao evento, o prefeito municipal Dr. Luciano Pinheiro comentou sobre a importância da reinstalação da Defensoria Pública em Euclides da Cunha e os benefícios que certamente proporcionarão à população vulnerável que, doravante, terá um local adequado para levar suas demandas. Bolivar Francisco Alves, presidente da Câmara Municipal de Vereadores, também enalteceu a iniciativa do presidente Clériston Cavalcante e a disposição do Poder Executivo Municipal, a união do Poder Judiciário e Ministério Público local, colocando o Poder Legislativo Municipal à disposição da DPE, “naquilo que for possível para assistir às pessoas menos favorecidas que, por acaso, necessitem dos bons serviços desta unidade”, garantiu.
Dr. Paulo Ramalho, Juiz titular da Comarca de Euclides da Cunha e administrador do Fórum Des. Aloísio Baptista, ressaltou a chegada da DPE-BA ao Município de Euclides da Cunha e seus benefícios para um a população acima dos 60 mil habitantes, além de o Município de Quijingue, também beneficiado com a unidade de Defensoria Pública.
Representando a procuradora de justiça Ediene Lousada, Marcelo Cerqueira, promotor de justiça, há quase duas décadas atuando em Euclides da Cunha, em seu discurso, comentou sobre o retorno dos serviços da DPE e acrescentou: “é um fato que merece ser comemorado, pois certamente contribuirá para o fortalecimento e aprimoramento do Sistema de Justiça local, que doravante passará a contar com um organismo estatal vocacionado para a defesa dos mais necessitados”. Além de as autoridades citadas, fizeram uso da palavra a defensora pública Mônica Magalhães da Silva, Paulo Gavazza, diretor da Associação dos Defensores Públicos do Estado da Bahia - ADEP/BA, que destacou a atuação conjunta entre Ministério Público, Poder Judiciário e Defensoria Pública, “torna-se notória a transformação social do município”, enfatizou. A princípio, a DPE vai atender à clientela em casos Cíveis e Criminais.
Estiveram presentes ao evento: Larissa Guanaes – corregedora adjunta da DPE-BA, Marcelo Rocha – subcoordenador da 1ª Regional-Feira de Santana, Janaína Canário – assessora de gabinete. Além de vereadores da base do prefeito e da oposição, TC/PM Amon Gomes Cmt. 5º BPM, Dr. Paulo Cardoso – Polícia Civil Judiciária 25ª Coorpin, representando o DPC regional Paulo Jason de Melo Falcão, advogados, empresários, professora mestra Rosimere Anjos, diretora FAEC-Faculdade de Euclides da Cunha, servidores do judiciário, professores, entre outros. Ao finalizar a sua fala, Dr. Clériston Cavalcante agradeceu a presença de todos e o convite para o descerramento da placa inaugural e visita às instalações.

 

Publicado em: http://www.euclidesdacunha.comnews/print/id/2416