Seminário Sebrae Bahia atrai excelente público em Euclides da Cunha

Fotos: José Dilson e Divulgação
No momento em que o País começa a sair da grave crise econômica, financeira e a moralidade dos políticos passa por questionamentos, por conta dos graves escândalos de corrupção que assola a Nação, envolvendo vários empresários, entre os maiores do país, investidores e empreendedores voltam a acreditar na potencialidade e capacidade do povo brasileiro e a economia começa a dar sinais de recuperação.
 
Euclides da Cunha, município que se destaca pela sua produção agrícola e o agronegócio torna-se cada vez mais fortalecido - basta ver os últimos resultados das feiras de animais e leilões que aqui aconteceram -, o comércio tornou-se o melhor da região, atraindo investidores e empresários que já aportaram por aqui, enquanto outros adquirem áreas na região central da cidade e/ou às margens da Rodovia Santos Dumont (BR 116/Norte), onde começam a construir prédios que abrigarão novos comércios que resultarão na geração de emprego e renda, crescimento socioeconômico, que futuramente terá o reconhecimento oficial como Município-Polo Regional Oficial.
 
Para acompanhar o crescimento econômico que ora vislumbra no horizonte da Nação, assim como está acontecendo com a classe empresarial de grande porte, médios e pequenos empresários dos mais diversos segmentos, também começam a caminhar no sentido de recuperar tempo e dinheiro que deixaram de ganhar ao longo desses 15 anos de aviltamento dos cofres públicos, promovido por figuras tidas como “ilustres” do meio empresarial e político que submergiram o país num oceano de lama fétida jamais visto, paralisando a economia e inviabilizando a geração de emprego e renda.
 
Se para as grandes metrópoles e cidades a crise afetou profundamente a economia com as perdas acentuadas de postos de trabalho, restrição de crédito, taxa de juro anormal, insuportável tanto para o empresário da linha produtiva como para o comerciante atacadista, varejista, consumidor, imagine para os médios e pequenos municípios, cuja economia é alimentada basicamente pelo agronegócio e o capital circulante oriundo dos serviços sociais e benefícios mantidos pelos rendimentos pagos aos seus segurados pela Previdência Social?...
As constantes promoções de vendas de produtos feitas pelas grandes, médias e pequenas empresas, que buscam recuperar, manter, equilibrar o fluxo de caixa para não sucumbir e, assim, permanecer viva no mercado, são o retrato fiel da grave crise que tomou conta de todo o mercado, salvo uns pouco casos de empresários criativos que diversificaram seus produtos, criaram novos bens e serviços e conseguiram, até agora, manterem-se vivos quase mortos no mercado.
 
Dizem que as crises nos ensinam a buscar soluções para os problemas, principalmente para os setores produtivos e varejistas. Este segundo, principalmente, onde a concorrência é muitíssima grande e todos querem vender mais, faturar mais, ganhar mais. Pior ainda, para quem não dispõe de recursos para investir constantemente em capacitação de seus parceiros colaboradores, pessoas que estão no dia a dia da empresa laborando, enfim, treinadas para produzir mais, vender mais, fidelizar mais, etc.
 
Em algumas cidades onde o Sebrae está presente e tem uma diretoria ativa, associações comerciais, clube de dirigentes lojistas atuantes, os problemas são um pouco menos contundentes. Neste caso está inserido o Município de Euclides da Cunha, que ocupa posição geopolítica importante na região do Semiárido Nordeste II e para aqui atrai, diariamente, pessoas de mais de uma dezena de municípios, potenciais compradores de bens de consumo.
 
Talvez, analisando bem essa potencialidade que, aliás, já é de conhecimento do próprio Sebrae, pois há décadas está instalado aqui, que a instituição colocou Euclides da Cunha no roteiro de seminários dentro da ‘Semana Sebrae de Capacitação Empresarial’, que ocorre em todo o Estado da Bahia, evento de grande porte que mobilizou o empresariado de Euclides da Cunha e várias cidades da região, levando para o Grêmio Cultural e Recreativo de Euclides da Cunha, cerca de 700 pessoas, entre empresários, patrões, gerentes, empregados, para assistirem ao Seminário que teve como tema: “Como conseguir um atendimento de excelência com a realidade e as pessoas que temos em nossa empresa”, apresentado pelo prof. Luiz Marins Filho, antropólogo, fundador em 1984, da ANTHOPOS Consultoria e Marketing, comentarista empresarial e de negócios da Globo News (Programa Conta Corrente), Motivação e Sucesso com o prof. Marins (Rede Vida) e semanalmente participa como comentarista empresarial da Rede TV, além de prestar consultoria para mais de 600 empresas, entre elas, ABRAS-Associação Brasileira de Supermercados, ACS, Alimentos Zaele, TV Globo/Santos-SP, Yok, Atacadista Martins, Volkswagen caminhões e ônibus, Agrale, entre outros.
 
Palestrante motivacional renomado, internacionalmente conhecido e solicitado para os maiores eventos envolvendo diferentes segmentos comerciais: agronegócio, industrial, político, econômico, educacional, etc., o palestrante encantou a todos com uma linguagem de fácil entendimento, polidez, que certamente contribuiu para o aprendizado de como melhor servir ao consumidor, fidelização e bons negócios para a empresa onde atua como parceiro colaborador.
 
O professor foi bastante aplaudido e recebeu os cumprimentos de empresários, gerentes, funcionários, além de os representantes da ACEEC, CDL, prefeito e vice-prefeito, presidente da Câmara Municipal de Vereadores, respectivamente eng. Luciano Pinheiro, adv. Betão Campos, Bolivar Francisco Alves, presentes ao evento.
 
Satisfeito com o êxito do seminário, Claudio, gerente Sebrae/Ag. Euclides da Cunha, agradeceu aos presentes, em especial aos parceiros: ACEEC, CDL, Prefeitura Municipal de Euclides da Cunha, ao Site euclidesdacunha.com, pelo apoio recebido, ao Sebrae/BA, pela realização de um seminário exitoso, considerado por muitos, de grande porte.
 

Publicado em: http://www.euclidesdacunha.comnews/print/id/2164